Petrobras . Seguindo em Frente

Petrobras

Mudamos e estamos
seguindo em frente

Mudamos nossa visão de negócio

Iniciamos nosso movimento de mudança com a definição de duas prioridades: melhorar os indicadores de segurança nas operações e acelerar a recuperação financeira, reduzindo o endividamento no menor prazo possível.

Para materializar essa visão de negócio, implementamos diversas medidas de gestão e governança. E os resultados obtidos nos dão mais segurança para continuar seguindo em frente.

Focamos na recuperação financeira

Por meio de um planejamento sólido que vem sendo implementado, registramos lucro líquido de R$ 4,45 bilhões no primeiro trimestre, revertendo prejuízo apurado em mesmo período do ano anterior.

Grafico Lucro Líquido

Uma de nossas prioridades, reduzimos o endividamento em cerca de 23% em reais e 10% em dólares, durante o último ano. E vamos continuar atuando com responsabilidade e disciplina para alcançar nossa meta até o final de 2018.

Um dos caminhos para atingir essa meta é reduzir custos, sem qualquer prejuízo para nossa segurança operacional e otimizar investimentos em projetos que permitam manter ou aumentar os resultados.

Parcerias, desinvestimentos e nossa nova política de preços de combustíveis alinhada ao mercado internacional também são fundamentais para a redução da nossa dívida.

Redução do endividamento por trimestre

Grafico de Endividamento em reais
Grafico de Endividamento em Dolares

Estamos trabalhando com mais segurança

Aumentar a nossa segurança operacional é uma meta tão prioritária quanto a financeira. O indicador usado para isso pelas empresas do setor no mundo é a taxa de acidentados registráveis (TAR). A partir de um intenso trabalho de prevenção, conseguimos reduzir essa taxa no 1º trimestre deste ano praticamente à metade do patamar do fim de 2015. O resultado atual é ainda menor que o compromisso de reduzirmos o TAR em 36% de 2,2 em 2015 para 1,4 até o fim de 2018.

Grafico de Taxa de Acidentados Registráveis

Lançamos em outubro de 2016 o programa “Compromisso com a Vida” para reforçar ações de segurança, meio ambiente e saúde com foco na prevenção de acidentes. A iniciativa reforça aspectos como o compromisso da liderança, a capacitação da força de trabalho, fiscalização de serviços contratados, análise de risco de tarefas e instalações, disciplina operacional, conformidade com procedimentos, inspeção e manutenção.

Produzimos com mais eficiência

Para alcançar a recuperação financeira de forma sustentável, temos realizado um intenso trabalho para elevar o desempenho operacional.

Nossa produção vem se mantendo sustentável com a combinação de melhorias crescentes no desempenho operacional e o uso de novas tecnologias que otimizam a produção e reduzem custos.

Com investimentos mais focados e mais eficiência, a produção total de petróleo e gás natural média até maio é de 2,78 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed).

Camadas dos poços Petrobras e Gráfico com informações

Na camada pré-sal, a produção de petróleo e gás natural operada por nós (parcela própria e dos nossos parceiros), foi de 1,57 milhão de boed em maio.

Evolução dos recordes de produção diária de óleo no pré-sal

Evolução dos recordes
de produção diária
de óleo no pré-sal

grafico da Evolução dos recordes

Os preços dos nossos combustíveis passam a seguir variações internacionais

Adotamos uma nova política de preços para a gasolina e o diesel comercializados em nossas refinarias, acompanhando a tendência de preços no mercado internacional. Com base em estudos de mercado e avaliações periódicas, fazemos ajustes, para mais ou para menos, nos valores dos combustíveis.

Grafico de cotação do 1º Trimestre 2017
Grafico de câmbio do 1º Trimestre 2017

Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso depende de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores. Saiba mais sobre como o preço dos combustíveis aos consumidores é definido.

Focamos em projetos que trazem mais retorno e menos risco

Parcerias e desinvestimentos são comuns na indústria do petróleo e em nossa história. Hoje temos parcerias em quase 140 áreas exploratórias e campos de produção. Contamos com parceiros para compartilhar os investimentos necessários ao desenvolvimento da cadeia de petróleo no país e, da mesma maneira, para dividir o risco destes negócios.

Ao compartilhar a atuação com parceiros buscamos aumentar o valor dos nossos ativos e reduzir a dívida, abrindo espaço para mais investimentos. Além disso, os parceiros aportam conhecimentos técnicos e nos auxiliam em nossas atividades.

Outra iniciativa importante no nosso processo de recuperação financeira são os desinvestimentos. Temos três objetivos: nos desfazer de ativos que não produzem os resultados esperados, buscar nos concentrar em projetos onde o risco é menor e o retorno é maior e também implementar mudanças estratégicas no nosso negócio, como é o caso da abertura de capital da Petrobras Distribuidora. Aperfeiçoamos a nossa metodologia para essas vendas em parceria com o Tribunal de Contas da União e cada um destes projetos terá seus principais marcos divulgados ao mercado.

Buscamos mais segurança e controle na tomada de decisão

Implementamos uma série de medidas que visam fortalecer nossa governança e os controles internos, assegurando transparência e eficácia para o sistema de prevenção de riscos e combate a desvios.

Esse novo modelo de governança e gestão tem como base uma melhor distribuição e compartilhamento das decisões, eliminação de decisões individuais para um conjunto de ações e criação de comitês técnicos para garantir a conformidade dos processos.

ANTES DEPOIS

Indicação de membros do governo para cargos de administradores

É vedada nomeação de membros do governo e líderes sindicais no Conselho de Administração de Estatais (Lei 13.303)

Falta de percentual mínimo de conselheiros independentes no Conselho de Administração

Estatuto Social exigia que 25% dos membros do Conselho sejam independentes. (No atual Conselho da Petrobras, 100% são independentes)

Verificação de integridade simples

Avaliação rigorosa de integridade dos indicados para Conselho de Adm, Conselho Fiscal e Diretoria

Cargos de liderança eram escolhidos sem processo seletivo

Indicações para posições-chave sem observar critérios de meritocracia

Plano de sucessão para os executivos.

Constituição do Banco de Talentos de Executivos

Processo de seleção transparente para cargos de gerentes

Não havia comitê específico realizando análise prévia das transações com partes relacionadas antes de deliberação pelo Conselho

Comitê Estatutário de Minoritários para avaliar transações relevantes entre a Petrobras e suas partes relacionadas de alçada do Conselho

Não havia responsabilização estatutária para os Gerentes Executivos

Criação de Comitês Estatutários para reforçar compromisso e responsabilização dos Gerentes Executivos no processo decisório

Estatuto Social concentrava os poderes na DE Diretores atuavam por delegação

Revisão do Estatuto Social redistribuiu competências entre Diretoria e Conselho e definiu as atribuições individuais dos Diretores

Possibilidade de Diretor tomar decisão sozinho

Implementação do processo de autorização compartilhada para decisões materiais

Canal de denúncias operando internamente

Implantação do Canal de Denúncias independente com garantia de anonimato (contatoseguro.com.br/petrobras)

Verificação simples de integridade de fornecedores

Processo de Due Diligence de Integridade no cadastramento e seleção de fornecedores e contrapartes

Não havia treinamento sistemático sobre ética

Adesão de 100% dos empregados ao Código de ética e treinamento permanente da força de trabalho

Demos um passo importante para consolidar essas mudanças ao obtermos, em agosto, a certificação no Programa Destaque em Governança de Estatais, concedida pela B3 (antiga BM&FBovespa), com o intuito de implementar medidas de governança corporativa que vão além das exigidas pela Lei das S.A. e pela Lei 13.303/16, a Lei das Estatais.

Esse passo reafirma nosso compromisso com a contínua melhoria de nossa governança, bem como nosso alinhamento às melhores práticas do mercado.

Nos esforçamos em aprimorar processos de governança e compliance

A partir das investigações da Operação Lava Jato, em que fomos reconhecidos como vítima, temos colaborado efetivamente com os trabalhos das autoridades públicas e atendido sistematicamente os órgãos de controle externo (Tribunal de Contas da União – TCU, Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União - CGU e Ministério Público) e manteremos nosso empenho colaborando com as investigações e auditorias.

Realizamos o bloqueio cautelar de empresas pertencentes aos grupos econômicos citados como participantes de cartel nos depoimentos realizados. Tornamos mais rigoroso o processo de gestão de fornecedores para aumentar a segurança nas contratações de bens e serviços e mitigar riscos de corrupção. Agora, para integrar o cadastro, as empresas têm de prestar informações detalhadas sobre estrutura, finanças e

mecanismos de compliance (conformidade) e combate à fraude e à corrupção, sendo ainda avaliadas pelo processo conhecido como Due Diligence de Integridade.

Ingressamos como co-autores do Ministério Público Federal em ações de improbidade administrativa contra as empreiteiras e os executivos apontados como responsáveis por irregularidades no âmbito da Operação Lava Jato.

Essas iniciativas somam-se a um conjunto de medidas que estão sendo adotadas para garantir o ressarcimento integral dos prejuízos sofridos pela companhia, inclusive aqueles relacionados à sua reputação. Já recuperamos R$ 661 milhões por meio dos acordos de colaboração premiada e de leniência firmados pelo Ministério Público Federal e vamos continuar buscando a restituição integral dos valores por meio das diversas medidas cabíveis.

Estamos seguindo em frente

São muitas e necessárias mudanças para continuarmos seguindo em frente. Trabalhamos para seguir em uma trajetória sustentável, guiada por lógica empresarial e ética, com visão de longo prazo nas áreas financeira, ambiental e social pra prover a energia que move a sociedade a realizar seu potencial.